Prevenção

Seis conselhos para evitar burlas com o MBWay e outras operações bancárias

Seis conselhos para evitar burlas com o MBWay e outras operações bancárias

Um mulher aproveitou-se do desconhecimento de pessoas com quem negociou no OLX sobre a forma como funciona a aplicação MBWay para lesar dezenas de pessoas, em cerca de 50 mil euros. Foi detida pela Polícia Judiciária de Setúbal, com a colaboração da SIBS/PAYWATCH.

Em face desta situação, a SIBS, entidade que gere a rede de multibanco nacional, recordou uma série de conselhos a ter em conta no uso do MBWay e noutras operações bancárias.

Três dos conselhos são especialmente úteis para evitar a repetição de casos como o da mulher de Setúbal. Os restantes aplicam-se a todo o tipo de transações bancárias.

1 - Nunca forneça dados confidenciais ou pessoais como resposta a mensagens de correio eletrónico ou via SMS, mesmo que a origem da solicitação aparente ser legítima.

2 - Os bancos não solicitam, telefonicamente ou por e-mail, que adicione à sua conta bancária um número de telemóvel que não é seu ou não conhece. Caso seja contactado neste sentido e desconfie da legitimidade do contacto, deverá de imediato entrar em contacto com o seu banco.

3 - Da mesma forma, nenhuma entidade legítima, como operadoras de comunicação ou de outros serviços, lhe poderá solicitar, telefonicamente ou por e-mail, que adicione à sua conta bancária um número de telemóvel que não é seu ou não conhece. Em casos deste género, recomenda a SIBS, deverá de imediato entrar em contacto com o seu banco.

PUB

4 - Não siga ligações que recebeu em mensagens de correio eletrónico ou via SMS.

5 - Verifique os extratos das suas contas bancárias regularmente.

6 - A SIBS recomenda que contacte o seu banco para adicionar o(s) seu(s) número(s) de telemóvel para que possam ter a sua ficha de cliente totalmente preenchida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG