Medida de coação

Suspeito de homicídio em Lagos fica em prisão preventiva

Suspeito de homicídio em Lagos fica em prisão preventiva

O Tribunal de Portimão decidiu aplicar a medida de coação de prisão preventiva a um homem indiciado pela prática de um crime de homicídio, em Lagos, na sequência de uma discussão relacionada com droga.

A decisão foi tomada pelo Juízo de Instrução Criminal de Portimão no final do primeiro interrogatório judicial ao detido, um homem de 46 anos de idade, suspeito de matar um homem de 43 anos, divulgou o Ministério Público (MP) em comunicado.

O tribunal concordou com a medida proposta pelo Ministério Público, estando a investigação agora a cargo do departamento de Portimão da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ), lê-se na nota.

Esta força de segurança deteve na passada terça-feira na zona de Lagos um homem por "fortes suspeitas" da prática de um crime de homicídio qualificado

Segundo informou o Ministério Público na altura, no final da tarde de 14 de junho de 2022, "no interior de uma casa devoluta em Lagos, na sequência de uma discussão relacionada com droga, o detido munido com um vidro golpeou o pescoço da vitima, após o que, agarrou num pau com pregos na extremidade e desferiu pancadas na cabeça desta, ocasionando-lhe a morte".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG