Portimão

Suspeito de matar ucraniano em Portimão ficou em prisão preventiva

Suspeito de matar ucraniano em Portimão ficou em prisão preventiva

Tem 41 anos e nacionalidade ucraniana o homem esfaqueado mortalmente ao final da noite de sexta-feira, em Portimão. O suspeito, da mesma nacionalidade, foi detido e está em prisão preventiva.

Vítima e agressor, e sem residência fixa, pernoitavam numa loja abandonada, sem luz nem água canalizada.

As agressões terão ocorrido na via pública na sequência de uma discussão. Segundo moradores, os confrontos entre os dois eram frequentes, alguns motivados pelo local onde dormiam, sendo agravados pelo consumo de álcool.

PUB

O alerta foi dado às 23.59 horas. Quando os meios de socorro chegaram, encontraram a vítima caída, ensanguentada, e com vários cortes sobretudo no braço esquerdo.

O JN apurou que, numa primeira fase, a PSP identificou três homens como potenciais suspeitos do crime por dormirem na loja e terem ligações à vítima, trabalhador na construção civil. O caso foi entregue à PJ de Portimão que, durante a manhã de sábado, acabou por recolher indícios suficientes para deter um deles. O homem, também ucraniano, foi presente a tribunal e ficou em prisão preventiva. É o único suspeito da morte e já esteve preso por outro tipo de crimes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG