Exclusivo

Técnico do ICNF foi pago para aprovar projetos agrícolas

Técnico do ICNF foi pago para aprovar projetos agrícolas

Ministério Público acusa de crimes de corrupção funcionário do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, que obteve vantagens ilícitas de 477 mil euros.

Um ex-técnico superior do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Paulo Ventura, acaba de ser acusado de 19 crimes, nove dos quais de corrupção, por ter recebido quantias ilícitas de empresários, no âmbito de processos urbanísticos e de licenciamento agrícola, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV).

A Polícia Judiciária concluiu que aquele indivíduo obteve, de 2012 a 2017, vantagens ilícitas de 477 mil euros, em depósitos bancários, dois imóveis em Buarcos (Figueira da Foz) e cinco automóveis, entre eles um Mercedes SLK 200.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG