PJ investiga

Promessas de casamento entre familiares na origem de tiroteio em Vila Real

Promessas de casamento entre familiares na origem de tiroteio em Vila Real

Um tiroteio entre dois grupos, na tarde desta terça-feira, perto do Teatro Municipal de Vila Real, provocou pelo menos dois feridos que tiveram de ser transportados para o Hospital. Uma mulher grávida foi atingida, mas não corre risco de vida.

Em causa estará uma disputa entre clãs, motivada por uma promessa de casamento de uma menor de 14 anos. A jovem, que foi levada à força do local por familiares, foi entretanto levada para o hospital local, onde se encontra bem de saúde.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, um clã de Bragança queria "resgatar" uma familiar, uma jovem de 14 anos, de etnia cigana, que estaria prometida em casamento a um indivíduo residente também em Bragança.

PUB

Porém, a vítima não terá aceitado esta relação e decidiu fugir para Vila Real, onde tinha um namorado, pertencente a outro clã, residente naquela cidade, mas natural do Fundão.

Na tarde desta terça-feira, a família da jovem deslocou-se de Bragança para Vila Real, ao que tudo indica, para raptar a adolescente. Os confrontos tiveram lugar junto do Teatro Municipal de Vila Real e estendeu-se à esplanada do Café Spot, que ficou destruída. Uma testemunha no local contou que se apercebeu de dois grupos, uns que estavam apeados e outros que passaram de carro e pararam.

A seguir assistiu a uma cena de pancadaria entre elementos dos dois grupos. Alguns indivíduos estavam armados com paus, canas de pesca, pedras, mas também armas de fogo.

Um homem foi atingido num ombro e uma mulher foi atingida na barriga. No local, testemunhas asseguraram que a ferida estava grávida, uma informação entretanto confirmada pelo JN. Ambos estavam ao início da noite desta terça-feira, no bloco operatório do Hospital de Vila Real.

Os atiradores fugiram do local, levando com eles a menor. Num primeiro tempo, as autoridades acreditaram que a jovem tinha sido raptada e levada para parte incerta. Mas, verificou-se mais tarde que a menor tinha sido levada para a mesma unidade hospitalar para tratar ferimentos.

Os tiros e a confusão que se gerou causou um grande pânico na zona que é muito movimentada por dar acesso ao Centro Comercial de Vila Real.

A PSP e a GNR isolaram o local e a Polícia Judiciária de Vila Real já está a investigar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG