Tribunal

Três anos de prisão suspensa para incendiário da Feira

Três anos de prisão suspensa para incendiário da Feira

Um homem de 38 anos, acusado de atear dois incêndios em agosto passado, em São João de Ver, Feira, foi condenado a três anos de prisão, suspensa por igual período.

O tribunal deu como provado os factos constantes na acusação, mas condenou o arguido apenas por um crime de incêndio florestal e não por dois, como estava acusado. Ficou, ainda, com obrigação a tratamento médico à toxicodependência.

O juiz recordou ao arguido que a sua conduta teve efeitos muito graves no meio ambiente e que poderia ter resultado em danos para as populações. "Tem de ter consciência de que fez algo muito grave e deve aproveitar a oportunidade que o tribunal lhe está a dar. Caso contrário terá um futuro muito negro", disse o juiz.

De acordo com a acusação, o homem foi responsável por um primeiro incêndio ocorrido a 23 de agosto na Rua Do Olival, onde ardeu uma área de três mil metros. Minutos depois, a cerca de 300 metros de distância, terá provocado um segundo incêndio onde ardeu uma área de 500 metros.

Foi detido um dia depois pela PJ nas imediações do local de incêndio com dois isqueiros.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG