André "Pirata", o homem que abandonou a namorada à porta do hospital depois de esta ter sido baleada pela Polícia, continua a monte e publicou um vídeo nas redes sociais a fumar e a beber champanhe num quarto de hotel.

Vídeo

Exibe-se a beber champanhe em hotel após abandonar namorada baleada pela PSP

Exibe-se a beber champanhe em hotel após abandonar namorada baleada pela PSP

As imagens mostram o fugitivo a fumar e a beber uma cara garrafa de champanhe, enquanto filma, com o telemóvel, a luxuosa suíte de um hotel, situado no Grande Porto, onde estaria hospedado. André "Pirata" mostra-se, ainda, a atender o telefone da suíte para pedir mais uma garrafa.

O homem é procurado pelas autoridades policiais por ser suspeito da autoria de dezenas de furtos. A maioria dos quais a automóveis estacionados na rua. Foi, aliás, durante um desses furtos que a namorada acabou por ser baleada por um agente da PSP. O caso aconteceu em setembro deste ano, em São João Madeira, quando André "Pirata" e Inês Carvalho, de 23 anos, partiram o vidro de um veículo para o furtar. Só que nessa altura o casal estava a ser vigiado por uma equipa da PSP que investigava a onda de furtos que atingiu aquela região e que tentou abordar André e Inês.

Porém, quando estes se aperceberam da presença da Polícia tentaram a fuga e direcionaram o seu carro em direção aos agentes. Um deles teve de saltar para não ser atropelado e outro disparou para travar a fuga. Uma das balas atingiu Inês, que seguia no lugar do pendura.

Dez minutos após os disparos, André "Pirata" chegou ao Hospital de São João da Madeira, abriu a porta e empurrou o corpo da namorada para fora do carro. Inês morreria nessa madrugada.

Outras Notícias