25.11.2017

História

Há 50 anos, as cheias mataram mais de 700 pessoas em Lisboa

Há 50 anos, as cheias mataram mais de 700 pessoas em Lisboa

Mais de 700 pessoas morreram e 1100 ficaram desalojadas em consequência das cheias que, a 25 de Novembro de 1967 - faz 50 anos este sábado -, apanharam desprevenidas as populações da região da Grande Lisboa.

Em cinco horas (entre as 19 e a meia noite) estima-se que tenham caído 111 milímetros por m2. Viviam-se então tempos de pobreza e grande parte da população vivia em barracas de madeira em concelhos limítrofes da capital como Loures e Odivelas. Muitos dos habitantes foram arrastados pelas águas e desapareceram.

Na altura, Salazar tentou esconder o sucedido, mas a notícia daquela que foi a maior tragédia na capital depois do terramoto de 1755 galgou fronteiras e choveram apoios de vários países.