O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Três mil pessoas aconselhadas a deixar casas em São Jorge

Três mil pessoas aconselhadas a deixar casas em São Jorge

Alguns moradores já saíram dos locais onde vivem. Governo Regional dos Açores diz que se mantém hipótese de uma erupção na ilha. Deformação da crosta terrestre visível por satélite.

O Governo Regional dos Açores está a aconselhar as três mil pessoas que vivem nas freguesias de Velas, Manadas e Urzelina, em São Jorge, a saírem das respetivas localidades e a dirigirem-se para a outra ponta do território ou, mesmo, para outras ilhas onde tenham habitação ou familiares. O conselho foi deixado depois de, na quarta-feira, o nível de alerta vulcânico ter subido para V4 (num total de cinco possíveis), o que significa que existe hipótese de erupção. Alguns moradores já estão a usar a via marítima para deixar a ilha.

Fonte da Secretaria Regional da Saúde, que tutela a Proteção Civil, adiantou ao JN a existência de "alguns indicadores preocupantes, que mostram que a tendência será mais para o magma sair do que para acalmar". A essa informação junta-se "a cadência dos sismos e uma deformação na crosta terrestre, que é visível por satélite". O conjunto de dados levou o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) a elevar para V4 o nível de alerta vulcânico. O V5 só pode ser acionado em caso de erupção. Desde sábado, mais de 2000 sismos já foram analisados pelo CIVISA, dos quais 160 foram sentidos pela população.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG