Pandemia

Um morto e dois idosos com Covid-19 em lar de Albergaria

Um morto e dois idosos com Covid-19 em lar de Albergaria

Um morto, dois idosos com Covid-19 e oito funcionários com testes positivos, além de 25 idosos e mais funcionários a aguardar resultados. Esta é a situação no lar Geriabranca, em Albergaria-a-Velha.

Na segunda-feira de manhã o lar foi informado que os três idosos que foram encaminhados com doenças respiratórias tinham testado positivo e que um deles tinha falecido. As instalações da Geriabranca foram encerradas, com 25 idosos, cinco funcionários e a diretora técnica, Lurdes Reis, no seu interior.

A diretora adiantou que, na terça-feira, "uma equipa do INEM deslocou-se às instalações para fazer seis testes. Tive de escolher, de priorizar quem teve contacto mais próximo. Não estavam a disponibilizar mais testes", lamentou. Perante a falta de respostas para os restantes idosos, acrescenta Lurdes Reis, a administração do lar providenciou junto de um laboratório privado e na quinta-feira vão ser testados os outros idosos. No serviço público "não estávamos a ter resposta para os outros utentes. Precisamos de saber o estado de todos para saber como atuar", sublinha, explicando que os idosos têm noção do que está a acontecer e têm permanecido nos quartos.

Os cinco funcionários e a diretora técnica, que estão nas instalações, têm autorização para ir na quinta-feira ao hospital de Aveiro realizar testes. Dos trabalhadores que se encontravam no exterior quando a situação foi detetada, oito foram testados e "todos deram positivo", encontrando-se a fazer tratamento isolados em casa. Outros três foram testados esta quarta-feira e ainda não se sabe os resultados. Faltam três, que trabalham na cozinha, que "também deverão ser testados", diz Lurdes Reis.

"O dia-a-dia tem sido esgotante e sentimo-nos imponentes. Tentamos dar alento, mas é difícil", conta Lurdes Reis, que aguarda os resultados dos testes e indicações das autoridades para novas medidas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG