O Jogo ao Vivo

Santa Maria da Feira

Não tem carro nem carta, mas foi multada por excesso de velocidade em Lisboa

Não tem carro nem carta, mas foi multada por excesso de velocidade em Lisboa

Apesar de não ter carro nem carta de condução, Carminda Brandão, de Paços de Brandão em Santa Maria da Feira, foi multada por excesso de velocidade, em Lisboa.

A carta com a multa, enviada pelo comando metropolitano de Lisboa, chegou recentemente e deixou incrédulos Carminda Brandão e o marido, Joaquim Brandão.

De acordo com o documento, a mulher terá que pagar uma multa de 300 euros por ter circulado na Avenida Marechal Craveiro Lopes, a 27 de fevereiro, a uma velocidade superior de 112 quilómetros hora, zona onde a velocidade máxima é de 60 km/h.

PUB

"O único carro que temos é um carro de mão. Nunca na vida tive um carro ou até motorizada", afirmou, ao JN, Joaquim Brandão.

O marido da mulher alvo da notificação lembra que a multa deixou o casal em alvoroço. "Chegamos a casa depois de um dia duro de trabalho e recebemos uma carta a dar-nos 15 dias para pagar a multa de 300 euros", lamentou. O homem refere ainda que, desde esse dia, têm "andado preocupados". "Já fui a um advogado para tratar do assunto e ainda vou pagar todas as custas disto".

O documento relativo à multa apresenta o número de cidadão da mulher errado. "O mais estranho é o nome da minha mulher estar correto assim como o número de contribuinte, mas o número do cartão de cidadão está errado", revela.

"Não faço ideia do que aqui se passou, mas isto não está bem. A minha mulher e eu não temos carro e nem sabemos conduzir", admitiu Joaquim Brandão.

Carminda Brandão e o marido, ela funcionária de uma fábrica de cortiça e ele jardineiro, só querem ver o assunto "resolvido o mais rapidamente possível".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG