Ourique

Encontrado corpo de britânico desaparecido há semanas em barragem

Encontrado corpo de britânico desaparecido há semanas em barragem

O corpo do britânico desaparecido desde o dia 20 de agosto nas águas da barragem de Santa Clara, concelho de Ourique, foi encontrado na manhã deste sábado.

As buscas subaquáticas tinham sido suspensas a 29 de agosto, mas continuaram nas margens do rio. O corpo de Richard Chapelow, de 29 anos, acabou por ser encontrado na manhã deste sábado perto das margens da albufeira, segundo disse ao JN Mário Batista, comandante dos Bombeiros de Ourique.

O alerta para os Bombeiros de Ourique foi dado por volta das 9.30 horas por um encarregado do monte do Albricoque que viu um corpo a boiar na água.

Os bombeiros estão à espera da Polícia Judiciária e do Núcleo de Investigação Criminal da GNR para se poder retirar o corpo das águas da barragem. Depois de retirado das águas e feitas as perícias necessárias pela Polícia Judiciária e pela GNR, o corpo será transportado pelos bombeiros para o Gabinete Médico-Legal e Forense do Baixo Alentejo, no hospital de Beja, para ser autopsiado. O objetivo é perceber se foi morte natural ou crime.

O alerta para o desaparecimento de Richard Chapelow, foi dado às 16.54 horas, de 20 de agosto, quando dez pessoas, todas de nacionalidade britânica, navegavam nas águas da barragem. Seis seguiam num barco que puxava uma boia, tipo banana, onde outros quatro seguiam encavalitados no insuflável.

Por motivos ainda desconhecidos, a boia virou-se e as quatro pessoas caíram à água. Três nadaram até ao barco, enquanto o quarto elemento nunca mais foi avistado.

Richard Chapelow era amigo dos quatro filhos do bilionário inglês Jon Hunt, de 65 anos, dono de uma fortuna avaliada em mais de 1,2 mil milhões de euros e proprietário do monte do Albricoque, localizado na freguesia de Santana da Serra, concelho de Ourique, onde se deu o acidente.

Segundo apurou o JN, apesar de o caso estar a ser tratado como um desaparecimento, a GNR, que esteve sempre no local a acompanhar as operações, vai fazer um relatório para o Ministério Público de Ourique, podendo o caso vir a ter outro tipo de tratamento.

No próprio dia do desaparecimento do britânico, foi emitido um comunicado em nome de Jon Hunt e da sua família, onde se manifestavam "devastados com a perda do Richard", sustentando que todos "os pensamentos e orações estão com a sua família", assegurando ainda que iriam "trabalhar de perto com as autoridades para perceber o que aconteceu".

ver mais vídeos