Animais

Cão desaparecido em Barcelos encontrado quatro anos depois

Cão desaparecido em Barcelos encontrado quatro anos depois

Fugiu de Barcelos e foi encontrado pela PSP a vaguear em Famalicão. "Foi a melhor prenda de Natal", disse o dono.

O Centro de Recolha Animal de Famalicão resgatou da rua um cão que estava desaparecido há quatro anos. Kiko fugiu de casa, em Viatodos, Barcelos, depois de roer a rede do portão, e foi encontrado pela PSP a vaguear na zona do hospital de Famalicão, na semana passada, a cerca de seis quilómetros de casa.

Sem encontrar o dono do canídeo nas imediações, as autoridades alertaram o Centro de Recolha Animal (CROA) para proceder à recolha. Já nas instalações do CROA, foi detetado um microchip que permitiu identificar o proprietário. "Quando liguei ao dono, ele nem estava a acreditar por já ter passado tanto tempo", conta Paulo Lopes, do CROA.

A importância do "chip"

Apesar de terem passado quatro anos, Kiko não esqueceu o dono. "Ficou cerca de 30 segundos a olhar, mas mal ele falou, reconheceu-o. Foi emocionante", conta Paulo, confessando ter ficado comovido com a situação. "Mais uma vez se prova que o dispositivo de identificação eletrónica é essencial", concluiu. Segundo o colaborador do CROA, o cão estava bem tendo apenas um "problema" nos dentes que poderá estar relacionado com o tipo de alimentação que teve durante estes quatro anos.

"A esperança nunca se perde, mas tanto tempo depois, nunca pensei", revela Carlos Vaz, dono de Kiko. Logo após o cão ter desaparecido, Carlos e a família procuraram-no, mas as buscas foram infrutíferas. "Um bom tempo depois, a minha mulher avistou um cão que pensava ser ele, por isso voltamos às buscas", relata. Uma vez mais sem sucesso. Até que chegou um telefonema com a notícia de que fora encontrado.

"Foi a melhor prenda de Natal que podia ter tido", diz Carlos, acreditando que durante este período o cão deverá ter sido acolhido, já que está bem tratado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG