Sertã

Dois quilómetros a pé de noite para ter socorro

Dois quilómetros a pé de noite para ter socorro

Falta de telefones impediu idoso de chamar ambulância para a mulher que, a meio da noite, sofreu uma paragem cardíaca.

Mais de quatro meses depois dos grandes fogos de outubro, continua a haver aldeias do interior sem telefones fixos. E, por isso, um homem de 79 anos teve de percorrer mais de dois quilómetros a pé, no meio da noite, para pedir auxílio para a mulher que encontrou inanimada no chão de casa. Maria dos Santos acabou por morrer de insuficiência cardíaca, mais de uma hora depois.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

ver mais vídeos