Albufeira

Homem de 77 anos é a primeira vítima mortal de Covid-19 no Algarve

Homem de 77 anos é a primeira vítima mortal de Covid-19 no Algarve

Um homem português de 77 anos, residente em Albufeira, é a primeira vítima mortal por Covid-19 no Algarve. A região contabiliza 29 casos e dois focos principais,

Segundo a delegada regional de Saúde do Algarve, Ana Cristina Guerreiro, que falou esta sexta-feira aos jornalistas, a vítima estava internada no Hospital de Faro, onde chegou "bastante mal". Tinha "muitas morbilidades" e "uma situação clínica complexa", mas "não estava nos Cuidados Intensivos".

O maior número de casos de infeção no Algarve verifica-se no concelho de Faro (10), seguindo-se Portimão (8), onde foram registadas as primeiras situações, e há um novo caso em Tavira.

Na Administração Regional de Saúde do Algarve, Ana Cristina Guerreiro explicou que as cadeias de transmissão na região estão ainda em estudo, mas já foi possível identificar "dois 'clusters' [focos], um da escola secundária Manuel Teixeira Gomes [em Portimão, onde surgiram os primeiros casos] e outro dos migrantes, em Faro".

20 a 30 nepaleses partilhavam a mesma casa, seis estão infetados

Conforme o JN noticiou, este último refere-se a um grupo de 74 trabalhadores agrícolas nepaleses que foi encaminhado, no domingo, para a Escola Básica E,B 2,3 Santo António, em Faro, depois de um caso ter sido confirmado. Entretanto, são já seis os infetados nesta comunidade, que ainda permanece na escola, e que vivia "numa situação de grande risco", em "três casas, perto umas das outras, com 20 a 30 pessoas a partilhar a mesma casa".

A delegada regional de Saúde disse, ainda, que está a ser averiguado, junto de outras comunidades de trabalhadores agrícolas do concelho, a existência de outras situações: "Já foram identificados dois casos de trabalhadores agrícolas que vivem em condições normais e que não estão relacionados com este grupo".

Os dados disponíveis esta sexta-feira revelam que há 29 casos confirmados na região, 150 que deram negativo e 14 testes a aguardar resultado. Há 15 doentes internados, quatro nos cuidados intensivos, e não há doentes recuperados.

Ana Cristina Guerreiro garantiu que, a partir de agora, a informação relativa ao Algarve irá ser revelada diariamente pela ARS depois da conferência de imprensa da Direção Geral da Saúde.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG