"Ocorrência grave"

Urgência fechada. Grávida perde bebé no hospital das Caldas da Rainha

Urgência fechada. Grávida perde bebé no hospital das Caldas da Rainha

Uma mulher perdeu o bebé por alegada falta de médicos no hospital das Caldas da Rainha. O serviço de urgência estava encerrado, quando a grávida deu entrada naquele serviço de urgência.

A notícia está a ser avançada pela RTP3, que cita um comunicado do Centro Hospitalar do Oeste (CHO), a confirmar constrangimentos na urgência de obstetrícia nas Caldas e anuncia a abertura de uma investigação à morte do bebé, na noite de quarta-feira.

"O Conselho de Administração confirma que no passado dia 8 de junho a urgência de obstétrica do Centro Hospitalar do Oeste teve constrangimentos no preenchimento da escala médica, o que determinou o encerramento da urgência ao CODU/INEM, após a definição de circuitos de referenciação de doentes com outros Hospitais", revela o comunicado do Centro Hospitalar do Oeste.

Segundo a RTP, a mulher foi levada para uma cesariana de urgência. O bebé morreu.

"Confirma ainda que se verificou uma ocorrência grave com uma grávida, tendo sido determinada a abertura de um processo de inquérito à Inspeção-Geral de Atividades em Saúde (IGAS), no sentido de apurar o sucedido e eventuais responsabilidades", adianta o comunicado do Centro Hospitalar do Oeste.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG