O Jogo ao Vivo

Pandemia

Câmara de Sintra disponibiliza "de imediato" testes para escola com surto

Câmara de Sintra disponibiliza "de imediato" testes para escola com surto

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, criticou, na manhã deste sábado, a falta de comunicação entre as autoridades de saúde, a propósito dos casos de covid-19 identificados sexta-feira na Escola Secundária Stuart Carvalhais, em Massamá. Anunciou ainda que a Autarquia disponibiliza "de imediato" os testes em falta naquele estabelecimento de ensino.

Basílio Horta partilhou a notícia publicada sexta-feira no JN e considerou "lamentável que as autoridades de Saúde não tenham testes disponíveis" para os alunos da Escola Stuart Carvalhais, uma das maiores do concelho de Sintra.

No post da sua página pessoal no Facebook, o autarca sublinha ainda ser "inaceitável que a Câmara Municipal de Sintra não tenha sido informada desta situação, quando sempre se mostrou disponível para colaborar em tudo o que fosse necessário" .

Na sexta-feira, pelo menos quatro alunos do 11.º e 12.º ano viram confirmados os testes positivos para a covid-19, obrigando ao encerramento da atividade letiva.

De acordo com os encarregados de educação, todos os alunos foram chamados para efetuar testes mas, a meio da tarde, alguns foram mandados para casa e informados que deveriam regressar segunda-feira, porque já não havia mais testes disponíveis.

A situação caiu mal nos pais, com muitos a anunciarem que não deixarão os filhos comparecerem à escola na segunda-feira.

Entre a população daquela localidade com cerca de 30 mil habitantes cresceu também o receio que alguns dos alunos da escola não testados possam andar livremente durante o fim de semana por sítios públicos, aumentando o risco de contágio.

Foi esta situação que levou Basílio Horta a insurgir-se contra a falta de informação e a dar conta da disponibilidade da Autarquia "para avançar, de imediato, com os testes a estes alunos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG