Acidente

Derrocada em praia de Sintra faz um morto e um ferido grave

Derrocada em praia de Sintra faz um morto e um ferido grave

Uma derrocada na praia da Ursa, em Almoçageme, Sintra, atingiu um casal de nacionalidade estrangeira que estava acampado no local. O homem morreu e a mulher está ferida com gravidade.

Um homem brasileiro e uma mulher alemã foram atingidos por pedras que se soltaram da arriba da praia da Ursa, esta quinta-feira de manhã. Segundo o JN conseguiu apurar, as vítimas pertencem a um grupo de cinco turistas (três de nacionalidade brasileira e dois de nacionalidade alemã) que estava na praia a acampar. As vítimas estavam dentro de uma tenda quando foram atingidas pelas pedras que se soltaram da arriba, com 150 metros de altura.

O homem, de 23 anos, morreu e a mulher, de 18 anos, ficou ferida com politraumatismos, tendo sido resgatada de helicóptero do local, uma zona de muito difícil acesso, para Figo Maduro, em Lisboa, de onde seguiu para o Hospital de São José.

Foi um membro do grupo que se deslocou a pé até ao Posto de Turismo do Cabo da Roca, a cerca de um quilómetro, para dar o alerta da derrocada, pelas 09.40 horas. Os outros membros do grupo estarão bem e vão receber apoio psicológico e logístico nos Bombeiros Voluntário de Almoçageme.

A praia da Ursa tem areal de pequena dimensão mas é usada frequentemente como local de acampamento durante todo o ano. A arriba estava já identificada como "instável", devido ao risco de desprendimento de terras, informou a Polícia Marítima. Segundo que foi possível apurar, a placa que habitualmente indica que a arriba é instável foi vandalizada e não se encontrava no local.

A vítima mortal, de nacionalidade brasileira, tinha 23 anos, e a jovem ferida com gravidade, alemã e com 18 anos, sofreu politraumatismos.

Questionado sobre se a praia irá ser interditada, o comandante Pereira da Terra esclareceu que técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente estão "a fazer a avaliação" da zona, mas a área já está identificada como sendo de risco de derrocada.

No local estiveram envolvidos nas operações 29 elementos, apoiados por 12 veículos, dos Bombeiros Voluntários de Almoçageme, Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Polícia Marítima e GNR, além do helicóptero Força Aérea Portuguesa.

ver mais vídeos