Fogo

Dois mortos em incêndio num edifício devoluto em Queluz

Dois mortos em incêndio num edifício devoluto em Queluz

Duas pessoas morreram, esta quinta-feira à noite, num incêndio que atingiu um edifício devoluto e em requalificação em Queluz, no concelho de Sintra.

Os Bombeiros de Queluz receberam o alerta para o incêndio na Rua Conde Almeida Araújo às 22.23 horas e, quando chegaram ao local, encontraram o rés-do-chão do edifício tomado pelas chamas, revelou, ao JN, o adjunto do comando Artur Paulo. O fogo foi rapidamente extinto e, só depois, foram encontrados os cadáveres, já durante a fase de rescaldo.

Segundo o responsável pelas operações, um dos cadáveres encontrava-se totalmente carbonizado e o outro apenas parcialmente, não sendo detetada de imediato qualquer fonte de calor, que pudesse ter originado o sinistro. As chamas ficaram circunscritas ao piso térreo da estrutura, mas fizeram com que o chão do primeiro piso desabasse.

O prédio, numa zona central da cidade de Queluz, esteve ao abandono largos anos e estava agora a ser remodelado.

Moradores disseram ao JN que as vítimas serão dois sem-abrigo conhecidos na zona por estarem sempre juntos, mas em conflito, devido a problemas com álcool, e que nos últimos dias pernoitavam naquele espaço. Os mesmos relatos dão conta de distúrbios causados nas proximidades, numa zona conhecida por quatro caminhos, por estas duas pessoas. Artur Paulo confirmou ainda que, apesar de vedado, o espaço seria utilizado por sem-abrigo para pernoitar.

Um vizinho contou que se apercebeu do cheiro a queimado quando se encontrava em casa e que, espreitando pela janela, se apercebeu da nuvem de fumo que se formava, apesar de não ver labaredas.

A Polícia Judiciária já se encontra no local a recolher indícios.