O Jogo ao Vivo

Investimento

Ecocaminho da Maia ganha mais 1,2 quilómetros

Ecocaminho da Maia ganha mais 1,2 quilómetros

O Ecocaminho da Maia vai ganhar mais 1,2 quilómetros até ao final do próximo mês. O passadiço de madeira que permitirá ligar as estações de metro de Mandim e do Castêlo da Maia está em construção e representa um investimento superior a 680 mil euros, comparticipados em 85% com fundos comunitários. Este troço junta-se aos 3,3 quilómetros de Ecocaminho já existentes, entre o Lugar do Souto (junto à Quinta dos Cónegos) e o antigo apeadeiro de Mandim.

O novo passadiço, com uma largura de três metros, destina-se a peões e ciclistas, sendo complementado com duas áreas de descanso, um parque infantil e infraestruturas de apoio como um ponto de água potável e papeleiras em madeira.

O percurso acompanha a linha de metro, promovendo a ligação da estação de Mandim à Via Engenheiro Belmiro Mendes de Azevedo. O objetivo é também potenciar a intermodalidade, até porque as bicicletas podem ser transportadas no metro.

PUB

O projeto, integrado no Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, visa "criar um espaço destinado à mobilidade suave quotidiana, de ligação entre polos empregadores e efetuar a ligação entre interfaces de transporte público coletivo de elevada utilização", diz a Câmara da Maia, em comunicado.

"Ao longo do percurso são oferecidas distintas paisagens, onde prevalecem área arborizada, confrontações com logradouro de hortas, a antiga estação ferroviária da Maia e áreas de cultivo", acrescenta a Autarquia, no mesmo texto.

A circulação de veículos motorizados é proibida no Ecocaminho da Maia. Sempre que há cruzamentos com a rede viária do concelho, é dada prioridade aos utilizadores do Ecocaminho, garante a Câmara da Maia. A ideia é garantir segurança e conforto aos utentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG