Intervenção

Rui está a juntar dinheiro para ter casa adaptada

Rui está a juntar dinheiro para ter casa adaptada

Jovem residente em Milheirós, Maia, sofre de doença genética incurável e movimenta-se em cadeiras de rodas.

O desafio é grande, mas para Rui Pedro, de 23 anos, a quem foi diagnosticada uma distrofia muscular de Duchenne - uma doença genética incurável, que o obriga a movimentar-se numa cadeira de rodas -, não há impossíveis. O estudante de Contabilidade e Administração, residente em Milheirós, na Maia, tem o sonho de conseguir fazer uma casa adaptada às suas necessidades. Dos mais de 200 mil euros que estima precisar, o jovem já conseguiu juntar cerca de 33 mil, graças à solidariedade de muitos.

"A minha casa não está preparada para aqui andar de cadeira de rodas. Tanto que na passagem para o meu quarto bato imensas vezes com os pés na porta, porque é estreita e, à conta disso, já me magoei várias vezes. Também não tenho um quarto de banho adaptado e, quando lá preciso ir, tenho de deixar a cadeira no corredor e a minha mãe é que me leva ao colo", descreveu ao JN Rui Pedro, contando que numa dessas "manobras" acabou, em novembro, por partir a perna direita.

Com uma incapacidade física de 85%, e dependendo da mãe para tudo, o jovem não tem dúvidas de que a nova casa lhe trará a tão desejada "autonomia".

E planos não lhe faltam. Tanto que até já fez no computador o esboço de uma planta de "uma casa térrea", em que o quarto passa dos atuais 13 metros quadrados para 25, com direito a suite.

Casa com domótica

"Tenho uma arquiteta que já se disponibilizou a fazer o projeto e um senhor que prometeu os muros. Assim haja dinheiro para conseguir comprar um terreno para depois fazer a casa com módulos de contentores", explicou.

PUB

Fazer obras na atual habitação, onde Rui vive com a mãe e a irmã, "está fora de questão", porque os pais estão em processo de divórcio, e a casa será para vender.

O jovem, que é atleta federado do Futebol Clube do Porto desde 2016 na modalidade de boccia, tem tudo de tal forma pensado que até já tem idealizada uma casa inteligente, controlada pela voz.

Campanha a decorrer

Através da página https://ppl.pt/causas/ruipedro21, o jovem tem a decorrer uma campanha que serve para angariar fundos até 30 de abril. Até ao momento, 25 pessoas disponibilizaram 398 euros, cerca de 1% daquilo que Rui Pedro precisa.

Transferências

Quem preferir fazer uma transferência bancária, saiba que o pode fazer para o seguinte IBAN: PT50 0007 0000 0007 3819 4262 3. O jovem tem também à disposição MB Way para o número: 917 680 531.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG