Vandalismo

Rádio local da Póvoa de Varzim vandalizada por causa de relatos do Rio Ave

Rádio local da Póvoa de Varzim vandalizada por causa de relatos do Rio Ave

As instalações da Rádio Onda Viva foram vandalizadas na madrugada desta segunda-feira. As portas da entrada foram pintadas com inscrições alusivas ao Varzim SC e ao Rio Ave FC. O vandalismo estará relacionado com a decisão da emissora poveira, que sempre cobriu os concelhos da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde, de voltar a transmitir os relatos do Rio Ave FC.

A decisão foi tomada no início de fevereiro e entrou em vigor no dia 23: a Rádio Onda Viva propunha-se passar a fazer os relatos dos jogos do Rio Ave FC. O Rio Ave x Desportivo das Aves do dia 23 de fevereiro foi o primeiro.

A notícia "Onda Viva retoma relatos do Rio Ave", publicada no facebook oficial da emissora, motivou 93 comentários, muitos dos quais criticando a decisão da rádio local e despertando velhos ódios entre os dois clubes rivais de cidades vizinhas.

Com o Rio Ave FC firme na 1.ª Divisão, a rádio havia suspendido os relatos da equipa vila-condense, que tinha já cobertura por outras emissoras nacionais e até pela Sport TV. Agora, vendida em dezembro ao empresário poveiro Gomes Alves, a emissora decidiu voltar à cobertura integral do concelho de Vila do Conde, incluindo os relatos do Rio Ave. Entre os adeptos do Varzim SC, que desde 2002/2003 não milita na 1.ª Divisão, parece ter havido quem não gostou.

"Rio M..." com uma cruz em cima e "Varzim 1915" (a data da fundação do clube, mas também o nome de uma das claques alvinegras" são as inscrições que, durante a noite, foram pintadas nas portas da rádio, sedeada na praça dos Combatentes. A administração admite que "esta atitude poderá estar relacionada com a recente decisão da Onda Viva de transmitir os relatos dos jogos em casa dos vilacondenses".

ver mais vídeos