Proteção Civil

Fogo em Trofa e Maia com uma frente ativa

Fogo em Trofa e Maia com uma frente ativa

O incêndio que lavra nos concelhos da Trofa e Maia, distrito do Porto, "está a evoluir favoravelmente e sem situações críticas", indicou fonte da Proteção Civil.

"O incêndio continua ativo mas a ceder aos meios. Não há situações críticas", indicou a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

A mesma fonte precisou que estão no local 130 operacionais, auxiliados por 35 veículos.

Esta ocorrência causou dois feridos leves.

Depois de, cerca das 22 horas, a mesma fonte ter enumerado a existência de duas frentes ativas, cerca de uma hora e meia mais tarde a informação é de que está ativa apenas uma frente, tendo sido reaberta a Estada Nacional 105-2. Mantém-se fechada a Estrada Nacional 14.

Este incêndio obrigou esta tarde ao corte da autoestrada A3 nos dois sentidos, entre Santo Tirso e Maia.

Obrigou ainda ao encerramento do Aeródromo Municipal da Maia, localizado em Vilar de Luz, freguesia de Folgosa, local onde estão estacionados os aviões que vão participar na Red Bull Air Race 2017, evento agendado para setembro.

Esta tarde, em declarações à Lusa, o diretor do aeródromo, Pedro Barros Prata, vincou "não existir risco" nem "situações anormais" e que "o aeródromo foi fechado por questões de segurança e para poder ser montado um posto de comando".

O incêndio também já causou dados em armazéns e um bombeiro foi assistido e transportado para o hospital de Famalicão, tendo já recebido alta hospitalar.

Soma-se o auxílio a uma criança que se sentiu mal no interior de um carro na A3 que foi transportada para o Hospital de São João, no Porto.

ver mais vídeos