Scotland Yard

11 anos e 15 milhões depois, ingleses vão fechar investigação do caso Maddie

11 anos e 15 milhões depois, ingleses vão fechar investigação do caso Maddie

Após 11 anos de investigação a Scotland Yard prepara-se para arquivar o processo relativo ao desaparecimento de Maddie McCann. Ninguém deverá ser acusado.

A polícia inglesa já gastou cerca de 15,5 milhões de euros para tentar descobrir o destino da menina de três anos, desaparecida a 3 de maio de 2007, no Algarve. O último financiamento para a Operação Grange, criada especialmente para tentar encontrar Maddie, está prestes a acabar e, "de momento, não há planos para continuar com o inquérito", revelou fonte policial ao jornal The Sun.

Até ao momento, as autoridades inglesas não encontraram provas suficientes para acusar Christian B, um alemão de 45 anos, já condenado por crimes sexuais, que a polícia alemã acredita estar envolvido no rapto de Maddie. Onze anos e mais de 15 milhões de euros depois, a investigação arrisca-se a terminar sem que haja um único acusado.

"O fim da estrada está à vista"

"O fim da estrada para a Operação Grange já está à vista. O trabalho da equipa deve estar completo no outono", afirmou fonte ligada ao processo, salientando que a investigação poderá ser sempre reaberta caso surjam novas informações relevantes.

A Operação Grange foi iniciada em maio de 2011, quatro anos após o desaparecimento de Maddie e no seguimento de uma carta aberta de Kate McCann ao então primeiro-ministro britânico David Cameron onde pedia que a polícia britânica abrisse um inquérito.

Há dois anos, as autoridades alemãs revelaram que tinham "provas concretas" de que Maddie estava morta e de que um cidadão alemão estaria envolvido no crime. O suspeito é Christian B, que está atualmente a cumprir sete anos de prisão na Alemanha por ter violado uma mulher de 72 anos em Portugal. Até ao momento, o alemão ainda não foi formalmente acusado da morte ou desaparecimento de Maddie.

PUB

Britânicos já gastaram 15,5 milhões de euros

O financiamento da Operação Grange acaba a 31 de março, mas já foi submetido um pedido ao Governo para a prolongar até ao final de setembro. O custo total da investigação está em cerca de 15,5 milhões de euros. A Operação chegou a ter uma equipa de 40 polícias. Atualmente tem apenas quatro detetives. Além de prosseguir com a investigação são os elos de ligação com os pais da menina, Kate e Gerry McCann, atualmente com 54 anos.

Segundo o jornal The Sun, os pais já foram informados do iminente encerramento do inquérito e adiantaram que não irão desistir até descobrir o que aconteceu a Maddie. Um fundo criado pelos pais para encontrar a menina tem atualmente 1,1 milhões de euros.

A 3 de maio completam-se 15 anos do desaparecimento de Maddie McCann de um aldeamento turístico na Praia da Luz, enquanto os pais jantavam a algumas dezenas de metros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG