O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Ana Gomes: "UE e NATO não podem permitir que Putin pense que temos medo"

Ana Gomes: "UE e NATO não podem permitir que Putin pense que temos medo"

Ana Gomes acredita que a operação militar na Ucrânia "está a correr muito mal" à Rússia. Em entrevista ao JN, a ex-eurodeputada afirma que a União Europeia e as autoridades portuguesas não têm sido "consequentes" quanto às sanções, defendendo ainda a criação de uma zona de exclusão aérea para salvar a população ucraniana.

Nesta altura, qual lhe parece ser o objetivo de Putin? Incorporar as duas repúblicas separatistas ou ocupar toda a Ucrânia?
O propósito é o que ele próprio indicou: supressão da Ucrânia como país independente, aniquilamento do Governo e, portanto, sujeição à Rússia. Foi esse o objetivo da campanha mas, como ela está a correr muito mal, ele hoje formula objetivos mais recuados. Exige o reconhecimento da independência das repúblicas do Donbass e da anexação da Crimeia, além de querer colocar um Governo-fantoche em Kiev. São condições inaceitáveis para a Ucrânia e a comunidade internacional: se esta cedesse, daria um sinal a Putin de que poderia avançar para a Moldávia ou para o Báltico.

A Ucrânia poderá, agora ou no futuro, fazer cedências sem abdicar da soberania?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG