O Jogo ao Vivo

Covid-19

Autoridades francesas aprovam vacina AstraZeneca para menores de 65 anos

Autoridades francesas aprovam vacina AstraZeneca para menores de 65 anos

A Alta Autoridade de Saúde francesa deu esta terça-feira luz verde à vacina britânica e sueca concebida pelo laboratório AstraZeneca e a Universidade de Oxford, mas não recomenda a sua utilização a pessoas com mais de 65 anos.

Esta vacina é assim recomendada em França para pessoal médico e pacientes entre os 50 e 65 anos, adiantaram as autoridades.

A restrição de dar esta vacina a pessoas com mais de 65 anos pode ser revista caso surjam mais dados sobre a sua eficácia, acrescenta a Alta Autoridade de Saúde francesa.

O responsável pelo programa de vacinação em França, Alain Fischer, médico e professor de Imunologia, disse esta manhã, ainda antes da aprovação da vacina, que caso esta recebesse a luz verde das autoridades, seria distribuída a partir do fim de fevereiro.

Esta decisão gaulesa vem depois da aprovação desta vacina pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) - a terceira, após a autorização às vacinas desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech e pela Moderna.

Além de França, também especialistas na Alemanha, Suécia, Áustria e Itália consideram esta vacina mais adequada a pessoas com menos de 65 anos.

Suécia junta-se aos que não recomendam vacina a maiores de 65 anos

PUB

As autoridades sanitárias da Suécia anunciaram esta terça-feira que não recomendam a administração da vacina contra a covid-19 do laboratório anglo-sueco AstraZeneca a pessoas com mais de 65 anos, devido à falta de dados científicos relativos a esta faixa etária.

Estocolmo segue assim as posições já assumidas por outros países europeus, nomeadamente a Alemanha, Áustria, França e Itália.

Segundo a agência de saúde pública sueca, a vacina contra a covid-19 da farmacêutica anglo-sueca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, deve ser proposta "em primeiro lugar" a pessoas entre os 18 e os 65 anos de idade.

No entanto, segundo frisou Soren Andersson, responsável pela área dos programas de vacinação da agência de saúde pública sueca, "não há nada que diga que a vacina não tenha efeitos protetores ou que tenha efeitos negativos sobre estes grupos etários".

Já as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna devem ser administradas preferencialmente a pessoas com 65 anos ou mais anos de idade, de acordo com a mesma entidade.

Na semana passada, e no meio de um conflito contratual da farmacêutica anglo-sueca com a Comissão Europeia, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu "luz verde" à utilização da vacina da AstraZeneca/Oxford para ser administrada a adultos a partir dos 18 anos, sem impor um limite superior de idade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG