Tribunal

Carles Puigdemont alvo de novo mandado de detenção europeu

Carles Puigdemont alvo de novo mandado de detenção europeu

Na sequência da condenação de nove líderes políticos independentistas catalães, o Supremo Tribunal emitiu um novo mandado de detenção europeu com vista à extradição do ex-presidente do Governo regional, Carles Puigdemont.

O juiz espanhol Pablo Llarena emitiu esta segunda-feira uma ordem europeia de detenção e entrega contra o ex-presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, que se encontra na Bélgica, disseram à agência de notícias EFE fontes judiciais.

PUB

A decisão foi tomada poucas horas depois de o Tribunal Supremo espanhol ter decretado a sentença sobre o processo da tentativa de independência da Catalunha, que condenou nove acusados pelos crimes de sedição e desvio de fundos públicos. Durante a instrução do caso, a Alemanha rejeitou a extradição de Carles Puigdemont, durante uma deslocação do ex-presidente da Generalitat ao país.

Em causa está o processo levantado por dirigentes catalães separatistas em 2017, para tentarem alcançar a independência da região. Os magistrados entendem que os acontecimentos de setembro e outubro desse ano constituíram sedição, visto que os condenados mobilizaram os cidadãos num "levantamento público e tumultuoso" para impedir a aplicação direta das leis e obstruir o cumprimento das decisões judiciais.

"Os acontecimentos do dia 1 de outubro [dia do referendo sobre a independência] não foram apenas uma manifestação ou um protesto. Foi um levantamento tumultuoso provocado pelos acusados", referem os juízes do Supremo espanhol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG