Julgamento

Decisão é "viragem na História", diz advogado da família de George Floyd

Decisão é "viragem na História", diz advogado da família de George Floyd

O advogado da família de George Floyd elogiou esta terça-feira a decisão do júri relativamente ao ex-polícia Derek Chauvin, considerado culpado do homicídio do afro-americano, e afirmou que o veredicto marca "uma viragem na História".

"Culpado! Uma justiça obtida com muita dor foi finalmente concedida à família de George Floyd, afirmou o advogado Ben Crump, sublinhando que este veredicto é "um ponto de viragem na História".

O júri do julgamento do ex-polícia acusado de matar o afro-americano George Floyd considerou, por unanimidade, o ex-polícia Derek Chauvin culpado de todas as acusações de homicídio do afro-americano George Floyd.

Chauvin foi acusado de assassínio em segundo grau, punível com até 40 anos de prisão; homicídio em terceiro grau, com pena máxima de 25 anos, e homicídio em segundo grau, com pena de prisão de até 10 anos.

Como não tem antecedentes criminais, Chauvin só poderá ser condenado a um máximo de 12 anos e meio de prisão por cada uma das duas primeiras acusações e a quatro anos de prisão pela terceira.

Chauvin declarou-se inocente de todas as acusações.

PUB

Os 12 jurados começaram a deliberar na segunda-feira, após as alegações finais do Ministério Público e da Defesa. O anúncio do resultado do julgamento provocou um aumento da tensão nas ruas, especialmente de Minneapolis, onde estão mais de três mil polícias em alerta.

A morte de George Floyd, aos 46 anos, aconteceu em 25 de maio de 2020, na sequência da sua detenção pela polícia de Minneapolis por suspeita de tentar pagar a conta do supermercado com uma nota falsa de 20 dólares (cerca de 16 euros).

A morte foi filmada em vídeo por transeuntes e divulgada nas redes sociais, sendo que o vídeo mostra Floyd a ser retirado do carro onde seguia sem resistir à polícia.

Um polícia colocou o joelho no pescoço de Floyd e pressionou-o durante quase nove minutos. No vídeo é possível ouvir-se Floyd a dizer ao polícia que não consegue respirar e a sua morte torna-se inevitável pouco depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG