Pandemia

Dinamarca levanta todas as restrições contra a covid-19

Dinamarca levanta todas as restrições contra a covid-19

Dinamarca regressa à normalidade, esta sexta-feira, depois de terem sido levantadas todas as restrições contra a pandemia.

O fim das restrições apenas estavam previstas para o dia 1 de outubro, mas foi adiantada três semanas já que as autoridades dinamarquesas consideram que a pandemia está controlada na Dinamarca, onde 73% da população totalmente vacinada.

O governo dinamarquês já tinha começado a levantar as restrições em junho. No dia 1 de junho, acabou a obrigatoriedade da utilização da máscara em espaços fechados. Já no dia 1 de setembro, foram levantadas as limitações na lotação dos grandes eventos e reabriram as discotecas. A partir desta sexta-feira, já não é obrigatória a apresentação do "passaporte covid" em certos locais.

"O dia-a-dia é novamente o mesmo, mas isso não significa que não haja perigo. No decorrer do último ano e meio o vírus tem sofrido várias mutações, por isso não posso garantir nada. Mas comparado com outros países, a Dinamarca está num bom caminho", anunciou o Ministro da Saúde, Magnus Heunicke.

Magnus Heunicke insistiu, mais uma vez, para que as pessoas que ainda não estejam vacinadas que se vacinem. Relembra para que continuem com os cuidados habituais da higienização as mãos, que façam testes recorrentes e caso tenham sintomas para que se isolem e contactem as autoridades de saúde.

A Dinamarca tem conseguido manter a pandemia controlada desde fevereiro devido à elaboração de testes em massa e o rastreamento dos contactos de risco. Este é um dos países com das taxas de vacinação mais altas do mundo com 73.1% da população com a vacinação completa e 75.7% com a primeira dose.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG