O Jogo ao Vivo

Los Angeles

Emigrante português é o novo superintendente do segundo maior distrito escolar dos EUA

Emigrante português é o novo superintendente do segundo maior distrito escolar dos EUA

O emigrante português Alberto Carvalho foi escolhido como novo superintendente do distrito escolar unificado de Los Angeles, o segundo maior dos Estados Unidos, com mais de 660 mil alunos

Alberto Carvalho deixa assim o cargo de superintendente do distrito escolar de Miami-Dade, na Florida, no qual passou os últimos 14 anos.

"Foi o privilégio de uma vida ser superintendente das escolas públicas de Miami-Dade", afirmou Carvalho, no comunicado lançado pelo conselho do Los Angeles Unified School District (LAUSD).

"Durante as últimas três décadas, dediquei a minha carreira profissional de forma abnegada às crianças da diversa comunidade de Miami, e espero trazer essa mesma paixão, compaixão e empenho aos estudantes e famílias do LA Unified", salientou.

Alberto Carvalho, de 57 anos, que emigrou para os Estados Unidos aos 17, também falou aos jornalistas em Miami numa conferência de imprensa na escola iPrep Academy, onde é reitor, sobre o seu percurso como emigrante, a sua decisão e o que se seguirá.

"Sou um miúdo pobre de Portugal cujo primeiro emprego neste país foi a lavar pratos", contou. "O meu mundo mudou quando me tornei professor", continuou.

"Depois de 14 anos de um excelente trabalho ao lado de educadores e apoiantes da comunidade que conquistou o meu coração, estou contente por anunciar que o LAUSD me ofereceu a posição de superintendente", afirmou. "Tomaram esta decisão unanimemente", frisou, acrescentando que o processo seguirá agora para a fase de negociação de contratos.

PUB

O jornal "Los Angeles Times" descreveu Alberto Carvalho como "um dos líderes de distritos escolares mais admirado e com mais experiência da nação", lembrando que foi convidado para assumir a liderança das escolas de Nova Iorque - o maior distrito escolar do país - mas recusou a oferta em 2018.

O antecessor em Los Angeles, Austin Beutner, saiu em junho no final do contrato de três anos citando exaustão pós-pandemia. O português encontrará agora um distrito onde muitos estudantes têm dificuldade em singrar e com graves impactos da pandemia de covid-19, já que o condado foi o mais afetado pela doença em todo o país.

A sua experiência e o facto de ter ganho inúmeros prémios pelo trabalho em Miami-Dade, incluindo "Superintendente do Ano" a nível local e nacional, foram decisivos para a escolha, feita pelo conselho do LA Unified ao longo das últimas semanas.

"Alberto Carvalho traz a profunda experiência de que precisamos como educador e líder de um grande distrito urbano para gerir a resposta contínua e recuperação da pandemia de covid-19 do LA Unified", afirmou a presidente do conselho do LA Unified, em comunicado.

"Como superintendente de longa data do Miami-Dade, ele estabeleceu um histórico claro de resultados positivos para os estudantes e trabalhou sem cessar em prol de uma maior equidade para comunidades historicamente mal servidas".

Depois de frequentar a faculdade comunitária de Broward, Carvalho - que só aprendeu a falar inglês como jovem adulto - conseguiu uma bolsa para a Universidade Barry. Segundo um perfil do jornal "Tampa Bay Times," acabou por se tornar professor numa escola secundária de Miami e, quatro anos depois, passou a reitor-assistente. A sua carreira como educador nunca mais parou, apesar de algumas controvérsias.

"Se eu consegui, qualquer criança no nosso país pode fazê-lo e pode alcançar os seus sonhos", disse Carvalho. "É isso que quero fazer na comunidade de Los Angeles".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG