Espanha

Ex-funcionário da Mercedes destrói mais de 50 viaturas com retroescavadora

Ex-funcionário da Mercedes destrói mais de 50 viaturas com retroescavadora

Depois de ter sido despedido da empresa de construção onde trabalhava, no País Basco, um homem provocou danos no local com uma retroescavadora, que usou ainda para invadir uma fábrica da Mercedes, de onde também tinha sido despedido anos antes. Aí, destruiu cerca de 50 viaturas.

No último dia de 2020, um homem de 38 anos ​​​​​​​invadiu a fábrica da Mercedes no município basco de Vitoria-Gasteiz, onde, com recurso a uma retroescavadora furtada anteriormente, destruiu cerca de 50 carrinhas que ali estavam estacionadas. O móbil dos atos foi vingança, diz a imprensa regional: o indivíduo terá ficado ressentido desde que, em 2017, foi despedido pela fabricante automóvel alemã.

Segundo os jornais "El Correo" e "Periodismo del Motor", o homem tinha agora acabado de ser despedido de outra empresa, esta ligada ao ramo da construção, em Legutiano. Terá sido lá que arranjou a retroescavadora, com a qual provocou vários estragos tanto na construtora, como na fábrica da Mercedes, como no percurso de 20 quilómetros que percorreu para chegar de um ponto ao outro.

Ao chegar à fábrica, o homem derrubou o muro e a vedação do parque de estacionamento e, a partir daí, varreu tudo o que encontrou pela frente. Um vídeo que captou o momento mostra que várias viaturas abalroadas ficaram severamente amolgadas e algumas acabaram até por ser arremessadas contra outras. O ataque só terminou quando um elemento da equipa de segurança do edifício disparou um tiro de aviso e alertou as autoridades.

O homem foi detido pela Polícia antes de cumprir o objetivo de chegar à linha de montagem, o que teria obrigado a Mercedes a suspender a produção até que a linha voltasse a estar operacional. Enfrenta acusações de destruição de propriedade pública e privada.

A Mercedes não se pronunciou sobre o incidente, que não causou vítimas.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG