Moscovo

Ex-KGB e executivo da Gazprombank encontrado morto com mulher e filha

Ex-KGB e executivo da Gazprombank encontrado morto com mulher e filha

Um vice-presidente da Gazprombank de 51 anos foi encontrado morto no seu apartamento no centro de Moscovo com uma pistola na mão. A mulher e a filha de 13 anos também estavam mortas.

Os corpos foram descobertos pela filha mais velha de Vladislav Avayev, que foi até ao luxuoso apartamento de 2,4 milhões de euros no centro de Moscovo por não conseguir contactar o pai.

Segundo Anastasia, de 26 anos, o pai estava morto, com uma pistola na mão. A mãe, de 47 anos, que estaria grávida, e a irmã mais nova, de 13, também estavam mortas.

Os três corpos apresentavam ferimentos de bala. Ao que tudo indica, a pistola de Avayev terá sido a única arma utilizada, o que parece apontar para assassínio seguido de suicídio. Porém, para as autoridades, todas as hipóteses estão em aberto.

Ex-KGB próximo de Putin

Vladislav Avayev, 51 anos, era um multimilionário próximo de Putin. Além de ser um ex-oficial do KGB, foi vice-presidente do banco Gazprombank, um elemento chave do esquema "petróleo por rublos" desenhado por Putin para contornar as sanções do Ocidente, segundo o qual todas as empresas estrangeiras são obrigadas a ter uma conta naquela entidade bancária.

O empresário russo, que fez fortuna no setor da construção, já teria deixado a vice-presidência do Gazprombank, mas não era certo que tivesse cortado todos os laços com o banco.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG