Exclusivo

Exaltação em Kiev, diante dos tanques russos capturados

Exaltação em Kiev, diante dos tanques russos capturados

Carros de combate russos, tomados pelo exército ucraniano e expostos no centro de Kiev, atraem famílias.

Tanques calcinados, dispostos ao centro da praça, peças de artilharia exibidas como troféus de guerra. Fragmentos de um uniforme russo, a revelar a ausência crua de um corpo que não terá resistido à violência do ataque. Crianças que trepam, que celebram, como pequenos soldados, uma vitória imaginada em campo de batalha. Pais de punho erguido, a alavancar o êxtase coletivo de quem acorda todos os dias com a ilusão de que a guerra, que há três meses se instalou no quotidiano, possa ser já só uma miragem.

Na Praça de São Miguel, que acolhe a catedral ortodoxa com o mesmo nome, tocam os sinos a rebate em manhã dominical, num contraste avassalador com a exposição bélica que toma as atenções de quem percorre a área ampla no centro de Kiev, a curta distância da icónica Praça de Maidan. A acentuar o contraste, um grupo de budistas alinha-se junto ao canhão de um tanque. Mãos dispostas em oração e um grande cartaz onde, em caracteres cirílicos, se expõe a mensagem: "Reza pela Ucrânia, que o céu nos guie e proteja".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG