EUA

Fauci chama "idiota" a senador republicano

Fauci chama "idiota" a senador republicano

O conselheiro da Casa Branca para a pandemia de covid-19 chamou, esta terça-feira, "idiota" a um senador republicano, quando desafiado por este a revelar as suas declarações fiscais.

"Como o funcionário mais bem pago de todo o Governo federal, estaria disposto a apresentar ao Congresso e ao público uma declaração financeira que inclua os seus investimentos passados e atuais?", perguntou Roger Marshall, senador republicano eleito pelo Kansas, durante uma audição a Anthony Fauci, no Congresso.

De acordo com relatos da audição divulgados pelos 'media' norte-americanos, Fauci respondeu com desagrado à inquirição do senador republicano, rejeitando as suspeições de qualquer irregularidade. "É extraordinário como você está mal informado!", ripostou o conselheiro da Casa Branca, rebatendo as alegações de Marshall e explicando que os seus investimentos e as suas declarações financeiras são do conhecimento público há mais de 30 anos, enquanto sussurrava que Marshall era um "idiota". "Tudo o que precisa de fazer é pedir essas declarações", disse Fauci.

PUB

Marshall tinha insinuado que, devido às suas funções como líder da estratégia de combate à pandemia de covid-19 desde o tempo do ex-Presidente Donald Trump, Fauci tinha informação privilegiada, que lhe permitia fazer investimentos favoráveis.

"Não concorda comigo de que pode ver coisas antes dos membros do Congresso as vejam, por isso há um ar de que alguma coisa estranha pode suceder. Assumo que não seja o caso...", disse o senador, provocando a irritação de Fauci. "De que é que está a falar? As minhas declarações são de conhecimento público e sempre foram", respondeu o médico e conselheiro da Casa Branca, acrescentando entre dentes: "Que idiota!".

Entretanto, um porta-voz do Instituto Nacional de Saúde dos EUA já prometeu que a sua organização vai assegurar que as declarações financeiras de Anthony Fauci fiquem acessíveis para consulta pública, de forma a dissipar quaisquer dúvidas.

Durante a audição no Congresso, Marshall pressionou Fauci sobre várias questões relacionadas com o combate à pandemia de covid-19, em particular sobre a estratégia para travar a variante ómicron.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG