Incêndios

Helicóptero larga comida para animais esfomeados na Austrália

Helicóptero larga comida para animais esfomeados na Austrália

Toneladas de batata-doce e cenouras estão a ser lançados por helicópteros, na Austrália, para alimentar animais esfomeados, encurralados pelos incêndios florestais.

O governo de Nova Gales do Sul, na Austrália, organizou uma operação para auxiliar a natureza em risco devido aos incêndios ocorridos no país desde setembro do ano passado.

A ajuda passou por distribuir alimentos através de helicópteros que sobrevoaram as florestas australianas e atiraram milhares de quilos de tubérculos, incluindo cenouras e batata-doce, principalmente para que as colónias de 'rocky-wallabies' - colónias de animais parecidos com cangurus, embora mais pequenos - se pudessem alimentar. Os seres que conseguiram fugir dos incêndios viram-se obrigados a morar fora do seu habitat natural e sem comida, pois o fogo destruiu as vegetações que seriam o seu alimento.

"O fornecimento de alimentos suplementares é uma das principais estratégias que estamos a utilizar para promover a sobrevivência e a recuperação de espécies ameaçadas, como o canguru", disse Matt Kean, secretário do Meio Ambiente do Estado de Nova Gales do Sul, em comunicado.

Os cangurus já se encontravam numa situação complicada devido à seca e pioraram com a catástrofe dos incêndios. Há uma série de espécies em risco de extinção, depois da crise vivida nas florestas australianas. Estima-se que os incêndios mataram cerca de 1,25 mil milhões de animais e destruíram mais de 8 milhões de hectares, com destaque para a "Kangaroo Island" no sul da Austrália, com 215 mil hectares dizimados e cerca de 30 mil coalas mortos.

Esta vaga de incêndios já fez 27 mortos no país e o pico registou-se em dezembro. De momento, a situação está mais controlada com a diminuição das temperaturas, facilitando o trabalho dos bombeiros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG