Terrorismo

Ataque a mesquitas na Nova Zelândia faz 49 mortos

Ataque a mesquitas na Nova Zelândia faz 49 mortos

Pelo menos 49 pessoas morreram e mais de 40 ficaram feridas num ataque a duas mesquitas na Nova Zelândia. Governo diz que é um ataque terrorista. Quatro suspeitos foram detidos.

Os ataques, com início às 13.40 horas (00.40 horas em Portugal continental), aconteceram nas mesquitas de Al Noor, em Hagley Park, centro da cidade de Christchurch, e de Linwood Masjid, nos arredores. Na primeira morreram 41 pessoas, sete em Linwood e um ferido acabou por falecer já no hospital.

A primeira-ministra, Jacinda Arden, ​​​​​​disse que é óbvio que se trata de "um ataque terrorista", que foi planeado durante bastante tempo. "É um dos dias mais negros da Nova Zelândia", afirmou em conferência de imprensa. Acrescentou ainda que parte das vítimas são imigrantes e refugiados.

O nível de ameaça à segurança nacional foi elevado de baixo para alto.

A polícia neozelandesa deteve três homens e uma mulher.

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, revelou que um dos quatro detidos após o ataque é um cidadão australiano.

Um homem que se identificou como Brenton Tarrant, de 28 anos, nascido na Austrália, reivindicou a responsabilidade pelos disparos e transmitiu em direto na Internet o momento do ataque. A rede social Facebook apagou as imagens que foram transmitidas em direto e cancelou todas as contas do presumível agressor. A Google, que detém a plataforma de partilha de vídeos YouTube, e o Twitter, também informaram que estão a trabalhar para apagar os vídeos do ataque disponíveis nos respetivos sites.

Brenton Tarrant deixou um manifesto anti-imigrantes de 74 páginas, no qual procurou justificar as ações.

Scott Morrison adiantou que as autoridades australianas estão a ajudar na investigação e que os australianos ficaram chocados e indignados com o ataque, descrevendo o atirador como "um extremista de direita e um terrorista violento".

O comissário de polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, adiantou que a polícia desativou uma série de engenhos explosivos improvisados encontrados num veículo no centro da cidade de Christchurch.

Christchurch é a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira maior cidade do país com cerca de 376700 habitantes, localizada na costa leste da ilha e a norte da península de Banks. É a capital da região de Canterbury.

Imobusiness