Mundo

Ataques no Afeganistão são início da "ofensiva da primavera"

Ataques no Afeganistão são início da "ofensiva da primavera"

Os talibãs anunciaram que os três ataques coordenados deste domingo em Cabul e em três outras províncias do Afeganistão marcam o início da "ofensiva da primavera".

Zabihullah Mujaheed, porta-voz do movimento talibã, afirmou num telefonema para a agência France Presse em Cabul que os ataques são uma mensagem para o governo afegão e os seus aliados ocidentais.

"A administração de Cabul e as forças invasoras disseram há algum tempo que os talibãs não eram capazes de lançar uma ofensiva na primavera. Os ataques de hoje são o princípio da nossa ofensiva da primavera", disse.

Três ataques coordenados visaram este domingo a capital do Afeganistão, incluindo o Parlamento e o bairro das embaixadas, e instalações governamentais ou da polícia em três outras províncias.

Em Cabul, onde os ataques começaram ao princípio da tarde, as trocas de tiros entre as forças de segurança e os atacantes prosseguiam a meio da tarde, segundo agências internacionais.

Até ao momento, as únicas informações sobre vítimas indicam que cinco pessoas ficaram feridas e um dos atacantes foi morto.

Pouco depois dos primeiros ataques na capital, vários bombistas suicidas entraram em edifícios governamentais na província de Logar, vizinha de Cabul, registando-se intensos tiroteios.

No sul do país, também na mesma altura, um atentado suicida no aeroporto de Jalalabad fez vários feridos. A polícia conseguiu impedir quatro bombistas suicidas de entrar no aeroporto, mas dois deles conseguiram acionar os explosivos que transportavam.

Um outro ataque registou-se em Gadez, capital da província de Paktika (sul), quando um grupo de talibãs atacou um centro de treino da polícia, fazendo vários feridos.