Terrorismo

Australiano de 28 anos transmitiu ataque em direto

Australiano de 28 anos transmitiu ataque em direto

Brenton Tarrant, de 28 anos, nascido na Austrália, reivindicou a responsabilidade pelos disparos e transmitiu em direto no Facebook o momento do ataque. Durante 17 minutos.

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, revelou que um dos quatro detidos após o ataque a duas mesquitas da Nova Zelândia é um cidadão australiano.

Um homem que se identificou como Brenton Tarrant, de 28 anos, nascido na Austrália, reivindicou a responsabilidade pelos disparos e transmitiu em direto no Facebook o momento do ataque.

Brenton Tarrant deixou um manifesto anti-imigrantes de 74 páginas, no qual procurou justificar as ações.

A polícia já apelou para que as imagens do ataque em direto não sejam partilhadas, considerando que são "extremamente angustiantes". A gravação mostra os disparos indiscriminados contra homens, mulheres e crianças a curta distância na mesquita de Al Noor.

A Facebook anunciou que removeu as contas do atacante nesta rede social e no Instagram. "Também estamos a retirar qualquer elogio ou mensagem de apoio ao ataque e ao atirador ou atiradores assim que sejam detetados", afirmou a porta-voz do Facebook na Nova Zelândia, Mia Garlick, citada num comunicado.

A Google, que detém a plataforma de partilha de vídeos YouTube, e o Twitter, também informaram que estão a trabalhar para apagar os vídeos do ataque disponíveis nos respetivos sites.

Scott Morrison adiantou que as autoridades australianas estão a ajudar na investigação e que os australianos ficaram chocados e indignados com o ataque, descrevendo o atirador como "um extremista de direita e um terrorista violento".

A polícia neozelandesa informou que deteve três homens e uma mulher, não sendo conhecida a identidade dos restantes detidos.

O comissário de polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, adiantou que a polícia desativou uma série de engenhos explosivos improvisados encontrados num veículo após o tiroteio numa das mesquitas.

Em conferência de imprensa, o comissário acrescentou que "um homem foi acusado de homicídio" e vai ser presente a tribunal. O suspeito não estava sob vigilância das autoridades.

Os ataques, com início às 13.40 horas (00.40 horas em Portugal continental), aconteceram nas mesquitas de Al Noor, em Hagley Park, e de Linwood Masjid.

Christchurch é a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira maior cidade do país com cerca de 376700 habitantes, localizada na costa leste da ilha e a norte da península de Banks. É a capital da região de Canterbury.

Imobusiness