Tailândia

Crianças presas em gruta há dez dias vão receber comida e aulas de mergulho

Crianças presas em gruta há dez dias vão receber comida e aulas de mergulho

As 12 crianças e o treinador de futebol encontrados vivos, na segunda-feira, após nove dias presos numa gruta no norte da Tailândia vão receber quatro meses de mantimentos e aulas de mergulho.

"Vamos enviar comida extra para pelo menos quatro meses e treinar os 13 (membros do grupo) para mergulhar, enquanto continuam a evacuar a água" da rede subterrânea, disse o capitão Anand Surawan, da marinha tailandesa, citado pelas Forças Armadas do país.

A equipa de socorristas está a iniciar a retirada das 12 crianças e do adulto, agora que passaram dez dias que sobrevivem presos numa gruta.

Os rapazes, de 11 a 16 anos, e o seu técnico entraram na caverna Tham Luang Nang Non depois de uma partida de futebol no dia 23 de junho, mas chuvas quase constantes desde então impediram as operações de resgate.

As autoridades já tinham expressado, durante as operações de resgate, a esperança de que o grupo tivesse encontrado um local seco dentro da caverna e que continuassem vivos.

Várias centenas de socorristas, incluindo soldados norte-americanos e mergulhadores britânicos, participaram nas operações de busca e resgate dos jovens de uma das maiores grutas da Tailândia, na província de Chiang Rai.

ver mais vídeos