Aviação

Nova proposta mais segura para viajar de pé no avião

Nova proposta mais segura para viajar de pé no avião

A empresa italiana Aviointeriors, fabricante de bancos de avião, apresentou um novo modelo de assento que permite fazer viagens de pé, podendo abrir no mercado da aviação uma nova classe supereconómica.

Há um ano, a empresa trouxe a público um protótipo de assento vertical - Skyrider 2.0 - na Aircraft Interiors Expo, em Hamburgo, na Alemanha. Era uma evolução do primeiro projeto revelado em 2010. Ambas as propostas, ainda que revolucionárias, apresentavam problemas de segurança.

Agora, a Aviointeriors apresentou um novo modelo - Skyrider 3.0 - que deixa de ter a barra vertical que ia do chão até ao teto, e que sustentava a estrutura, e poderá ser vendido de forma imediata, segundo a empresa.

Apesar de ser uma proposta viável, apresenta um obstáculo que está relacionado com a distância mínima entre assentos. O modelo Skyrider 3.0 não cumpre as atuais normas da regulamentação da aviação, que estabelecem que o espaço mínimo para as pernas dos passageiros na classe económica é de 71,12 centímetros - e o novo projeto limita-o a 58,42 centímetros.

Pensado para trajetos de curta distância, a nova versão apresenta um design parecido ao de um assento de bicicleta com um encosto vertical e equipado com cinto de segurança. Na parte de trás do assento tem um bolso ou uma mesa dobrável e um cabide, de acordo com o jornal espanhol "La Vanguardia".

Para a sua implementação, a Aviointeriors propõe uma configuração da cabine que acrescenta os bancos Skyrider 3.0 às classes já existentes. Assim, seria possível oferecer uma nova taxa supereconómica altamente competitiva, que seria adaptada a cada companhia aérea e aos diferentes modelos de avião.

A empresa está convencida de que a simplicidade do design e a possibilidade de vender mais bilhetes por um preço mais barato são um atrativo para as companhias aéreas.