Espanha

Procuram dono de "avião fantasma" no aeroporto de Madrid

Procuram dono de "avião fantasma" no aeroporto de Madrid

As autoridades espanholas procuram o dono de um avião que está estacionado sem registo de atividade no aeroporto de Madrid.

Trata-se de um Mc Donnell Douglas MD87, um avião com capacidade para pouco mais de 150 passageiros e que habitualmente faz voos de curta duração. O aparelho, fruto do longo período de paragem, apresenta já sinais de degradação.

Os responsáveis pelo aeroporto da capital espanhola tentam agora perceber se alguém reclama este avião fantasma. Elena Mayoral, diretora do aeroporto, assinou um despacho dando conta de que o avião com a matrícula EC KRV está em "claro estado de abandono".

Quando uma aeronave está estacionada num aeroporto por um longo período de tempo, sem registar movimentos de saída ou entrada, são consultados os vários registos oficiais para perceber se houve alguma mudança no proprietário do aparelho, explica a agência EFE, citada pelo jornal "El País".

Ao último proprietário que aparece nos registos é enviado um requerimento oficial para pagar o montante do estacionamento que ficou em dívida. Se a dívida não for paga, a Agência Tributária entra em cena até que o valor seja liquidado, ou de forma voluntária ou pelos procedimentos legais.

Se o proprietário não responder ou se descobrir que desapareceu por qualquer motivo sem deixar herdeiros é iniciado o processo que vai levar à venda do aparelho.

De falência em falência até ser abandonado

De acordo com dados da Aena, o aparelho em questão voou pela primeira vez em 1990 para a companhia Ibéria. Dezoito anos depois foi adquirido por uma companhia com sede em Albacete. Mas essa empresa apenas sobreviveu em atividade um ano. O avião acabou por ser comprado dois anos depois por uma empresa com sede em Las Palmas. Essa empresa também faliu e não há mais registos de atividade do aparelho que continua parado em Madrid.