EUA

Ex-aluno de 19 anos mata 17 pessoas em escola na Florida

Ex-aluno de 19 anos mata 17 pessoas em escola na Florida

Um tiroteio numa escola secundária em Parkland, na Florida (EUA), causou pelo menos 17 mortos e vários feridos, durante a tarde desta quarta-feira. O autor do tiroteio foi detido.

O novo balanço foi confirmado pela polícia, em conferência de imprensa, esta noite.

O autor do tiroteio no liceu Marjory Stoneman Douglas, em Parkman, foi detido fora do recinto escolar e identificado pelas autoridades como Nikolaus Cruz, de 19 anos. Segundo apurou a Associated Press, o jovem é um ex-aluno do estabelecimento de ensino onde abriu fogo, cerca das 14.30 horas locais (19.30 horas em Portugal continental).

O xerife do condado de Broward, Scott Israel, afirmou que o cenário encontrado na escola "foi horrível" e que este foi "um dia catastrófico".

Imagens da detenção do atirador e do aparato policial após o ataque foram, entretanto, divulgadas. As televisões norte-americanas avançaram que há vários encarregados de educação no exterior da escola, onde alguns feridos foram tratados antes de serem reencaminhados para o hospital.

O perímetro da escola foi encerrado após o incidente, tendo as autoridades aconselhado professores e alunos a permanecerem no interior do edifício até poderem ser retirados em segurança pelos agentes da polícia.

A CBS News publicou uma fotografia captada por um estudante, no interior de uma sala de aula, nos momentos que se seguiram ao ataque, e divulgou um testemunho de uma aluna diz ter ouvido seis disparos.

O presidente Trump já reagiu ao sucedido, garantindo que "nenhuma criança, professor ou qualquer outra pessoa se deve sentir inseguro em nenhuma escola norte-americana".

De acordo com a ONG "Everytown for Gun Safety", este é o 18º tiroteio a ocorrer dentro ou nas imediações de escolas dos EUA, só este ano.

ver mais vídeos