Furto

Joias e carteiras: mulher ia a velórios e roubava caixões em França

Joias e carteiras: mulher ia a velórios e roubava caixões em França

Uma mulher, com cerca de 60 anos, foi detida pela polícia francesa e é suspeita de roubar os pertences de pessoas falecidas, deitadas em caixões, numa casa funerária perto de onde morava.

Quando uma família enlutada viu uma mulher desconhecida na casa funerária no norte da França, onde a sua parente falecida estava, não pensou muito no assunto. A mulher, na casa dos 60 anos, disse que era amiga da mulher que tinha morrido, por isso, foi autorizada a prestar homenagem ao caixão aberto - pelo menos, era isso que pensavam que estaria a fazer.

No entanto, quando voltaram mais tarde, a falecida havia sido despojada das suas jóias: o seu colar, anel e brincos tinham desaparecido, segundo a imprensa francesa.

A família deu o alarme à polícia, que investigou e identificou a suspeita: uma mulher que mora não muito longe da casa funerária, na cidade de Liévin. A suspeita foi detida, tendo as joias desaparecidas sido encontradas na sua posse.

Mas este não foi um caso isolado, segundo a "BBC". A polícia conseguiu relacionar a mulher ao roubo de uma carteira de um homem que jazia na mesma casa funerária, na manhã daquele mesmo dia, terça-feira, 24 de agosto.

Quando a casa da suspeita foi revistada, a polícia também encontrou uma pilha de notificações de óbito recentes. Incluídos nos avisos estavam os códigos de acesso para os membros da família entrarem nos quartos individuais onde estavam os caixões dos seus parentes falecidos.

A mulher vai ser presente a tribunal em 2022.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG