Covid-19

Jovem infetado morre nos EUA após ser recusado em hospital por não ter seguro

Jovem infetado morre nos EUA após ser recusado em hospital por não ter seguro

Depois de ir às urgências mais próximas e negarem-lhe atendimento médico, um adolescente norte-americano sofreu uma paragem cardíaca a caminho de outro hospital.

Um adolescente de 17 anos morreu com Covid-19, na Califórnia, depois de lhe ter sido recusado atendimento médico pelo facto de não ter seguro de saúde. A notícia foi confirmada por R. Rex Parris, autarca de Lancaster, num vídeo partilhado na rede social Twitter.

"Na sexta-feira, ele estava saudável. Na quarta-feira seguinte estava morto", afirmou, explicando que o jovem infetado não tinha historial de doenças e não pertencia a um grupo de risco.

No entanto, revelou R. Rex Parris, quando o adolescente, que não tinha seguro de saúde, se deslocou às urgências da área de residência com sintomas de infeção pelo novo coronavírus, a equipa médica recusou atendê-lo, dizendo-lhe que fosse a um hospital público local.

"A caminho do Antelope Valley Hospital sofreu uma paragem cardíaca", contou o prefeito, acrescentando que, apesar de ter sido reanimado, o jovem acabou por falecer horas depois.

A notícia surge numa altura em que começam a chegar os primeiros relatos de mortes de jovens infetados, como é o caso da francesa Julie, de 16 anos, que faleceu quatro dias depois de ter começado com tosse, e de uma britânica de 21 anos que também não tinha qualquer condição de saúde conhecida.

Os EUA registam, neste momento, mais de 85 mil pessoas infetadas e quase 1300 mortes por Covid-19.

Outras Notícias