Mundo

Magistradas afegãs ameaçadas pelo regime talibã chegam ao Brasil

Magistradas afegãs ameaçadas pelo regime talibã chegam ao Brasil

Sete magistradas afegãs que estavam ameaçadas pelo regime talibã chegaram ao Brasil com as suas famílias após receberem vistos humanitários do país sul-americano.

As juízas e os seus familiares chegaram ao Brasil procedentes da Turquia, Macedónia do Norte e Grécia, e ficarão em Brasília, onde residirão durante a permanência no país lusófono, segundo confirmou a Associação dos Magistrados do Brasil (AMB).

No total, são 26 cidadãos afegãos que já estão no Brasil, entre eles sete magistradas e três magistrados, além dos seus filhos e outros familiares.

A informação foi divulgada pela Agência Brasil, agência de notícias estatal, que indicou que as ações para a chegada das juízas e familiares foram coordenadas pela AMB e pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), após ficarem a saber que 270 magistradas afegãs estavam em risco por terem julgado membros masculinos do regime talibã.

Em setembro, os Ministérios das Relações Exteriores e da Justiça do Brasil regulamentaram a concessão de vistos temporários para afegãos que pretendiam entrar no Brasil fugindo da crise humanitária no seu país.

A norma indica que os pedidos de mulheres, crianças, idosos, pessoas com deficiência e os seus grupos familiares têm "prioridade", assim como os das magistradas afegãos devido à sua situação particular denunciada perante as autoridades brasileiras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG