Uttar Pradesh

Aldeia indiana mantém crocodilo refém durante horas em protesto

Aldeia indiana mantém crocodilo refém durante horas em protesto

Assustados com a descoberta de um crocodilo de dois metros num canal de irrigação, os moradores de uma aldeia do norte da Índia decidiram sequestrar o animal e pedir um resgate.

De acordo com o jornal Times of India, o réptil terá escapado de uma reserva natural próxima da aldeia, na sequência das fortes cheias que assolaram a região na passada terça-feira. O crocodilo acabou, assim, em Midania, no estado de Uttar Pradesh.

Aos instantes de pânico seguiram-se momentos de negociação, já que os moradores decidiram transformar o animal num refém.

"Pediram 50 mil rúpias [cerca de 570 euros] para libertar o crocodilo", contou Anil Patel, responsável do Parque Nacional Dudhwa. "Disseram que mereciam esse dinheiro por terem resgatado o animal e precisamos de horas, com a ajuda das autoridades locais e da polícia, para os convencermos a libertá-lo", acrescentou.

Duas horas depois do início do diálogo, as autoridades tiveram de ameaçar levar os moradores à Justiça para que o crocodilo pudesse voltar a ser livre. "Não faziam ideia de que o crocodilo é um animal protegido por lei", sublinhou Patel.

Os moradores acabaram, então, por ceder e, a pedido do chefe da aldeia, sem qualquer consequência para o grupo de cidadãos.

Outras Notícias