Tecnologia

Musk ativa rede de satélites Starlink para permitir acesso à internet no Irão

Musk ativa rede de satélites Starlink para permitir acesso à internet no Irão

O multimilionário sul-africano Elon Musk colocou na quinta-feira uma mensagem na rede social Twitter da qual se depreende que está a ativar a sua rede de satélites Starlink para permitir o acesso à internet no Irão.

"A ativar o Starlink..." foi a breve mensagem divulgada pelo administrador-delegado da Tesla, que respondeu assim a outra mensagem, também na rede social Twitter, colocada pelo secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em que informava que a Casa Branca tinha emitido uma autorização para que as empresas de internet disponibilizassem os seus serviços no Irão.

A decisão seguiu-se aos cortes de internet ordenados pelos dirigentes de Teerão, para procurar atalhar os protestos contra a repressão das mulheres e a obrigatoriedade do véu.

PUB

"Com esta medida, vamos ajudar a que o povo iraniano não fique isolado. É um passo para apoiar significativamente os iranianos, que exigem que se respeitem os seus direitos fundamentais", escreveu Blinken.

Os protestos no Irão começaram na sexta-feira da semana passada, após ser conhecida a morte de Mahsa Amini, de 22 anos, depois de ter sido detida pela Polícia da Moral por levar o véu colocado de forma que os agentes consideraram incorreta. A televisão estatal IRIB noticiou a morte de 26 pessoas devido aos confrontos com as forças policiais. O governo iraniano restringiu fortemente o acesso à internet, com as redes móveis cortadas desde as 21:00 até de manhã nos últimos dias.

Na quinta-feira, os EUA determinaram sanções à Polícia da Moral, pela morte da jovem, e a sete dirigentes do setor da segurança, pela repressão das manifestações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG