Fórum Davos

ONU pede ajuda aos bilionários para acabar com a fome mundial

ONU pede ajuda aos bilionários para acabar com a fome mundial

O líder do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas (PAM) apelou aos bilionários que "é tempo de avançar" contra a ameaça alimentar que cresce no mundo e elogiou o apoio de magnatas, como Elon Musk e Jeff Bezos.

Depois de um impasse mediático que teve com o bilionário Elon Musk no ano passado, o diretor-executivo do PAM, David Beasley, foi desafiado pelo dono da Tesla Motors a comprovar como é que uma doação de seis mil milhões de dólares (aproximadamente 5 mil milhões de euros) às Nações Unidas poderia resolver a fome mundial.

Durante o encontro do Fórum Económico Mundial, que decorre em Davos, na Suíça, até dia 26, Beasley contou à agência Associated Press que o magnata doou o valor acordado a uma fundação, mas que as Nações Unidas ainda não receberam nenhuma parte da quantia.

"Tenho esperança que sim", acrescentou o líder do PAM, que se dirigiu mais tarde a Musk: "Estamos a tentar todos os ângulos possíveis, e Elon, precisamos da tua ajuda, irmão".

Segundo Beasley, esta mensagem era também um apelo para todos os bilionários, porque "o mundo está em grandes problemas".

"Isto não é retórica, nem tretas. Avancem agora, porque o mundo precisa de vocês", pediu o diretor-executivo do PAM.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG