Exclusivo

Pandemia aproxima fogo do rastilho do populismo

Pandemia aproxima fogo do rastilho do populismo

A falta de resposta coletiva da Europa e o risco de os governos de países mais atingidos pela Covid-19 não conterem os efeitos da pandemia na saúde e na economia somam descrença à crise de credibilidade da União Europeia (UE) e podem fazer alastrar o vírus do populismo.

"Sim, há um rastilho" para o populismo, "não só no Norte e no Centro da Europa, mas também no Sul", adverte a investigadora Cátia Miriam Costa, do Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-Instituto Universitário, ouvida pelo JN.

"O risco é evidente. Os instintos nacionalistas em Itália, mas também em Espanha e em todo o lado, serão muito mais fortes se a Europa não estiver à altura", avisou o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, ao diário espanhol "El País", criticando a "timidez" das medidas da UE e a oposição da Holanda, Áustria, Finlândia e Alemanha à emissão de títulos de dívida comuns.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG