Itália

Tempestade causa pelo menos dez mortos. Há duas crianças desaparecidas

Tempestade causa pelo menos dez mortos. Há duas crianças desaparecidas

Pelo menos dez pessoas morreram quando tempestades violentas atingiram o centro da Itália e inundaram estradas e casas, disse um porta-voz da agência de proteção civil, em declarações à AFP, esta sexta-feira.

Quatro pessoas estão desaparecidas, entre elas duas crianças de oito e dez anos que viajava num carro. No caso do menino mais novo, a mãe foi resgatada, mas a criança foi levada pelas águas da enchente.

"Encontramos a mãe ainda viva a cerca de um quilómetro e meio do sítio onde tinha deixado o carro na noite anterior. A mulher tinha saído do carro com o bebé quando viu a água a chegar e a corrente os empurrou", disse o autarca de Castelleone di Suasa, Carlo Manfredi, ao "Rainews 2".

PUB

De acordo com a autarquia local, o número provisório de mortos é de oito. As autoridades continuam em busca de sobreviventes.

A área mais atingida foi Ancona, uma cidade portuária no Adriático, onde várias áreas estão sem eletricidade e telefone. As escolas foram fechadas nas zonas afetadas. As tempestades também atingiram a vizinha Úmbria.

A onda de mau tempo que atingiu a região italiana "não era esperada a estes níveis, não tivemos sinais de alarme. E a inundação do Misa, em particular, foi repentina", explicou o conselheiro regional de proteção civil, Stefano Aguzzi. Em alguns locais, nota o responsável, "não houve tempo para intervir, há pessoas que podem ter saído para a rua sem perceber o perigo que as esperava".

O jornal italiano "Corriere della Sera" indica que caíram cerca de 400 milímetros de chuva em duas horas - a quantidade normalmente registada em seis meses nesta zona.

Entretanto, o líder do Partido Democrático (PD) de centro-esquerda da Itália escreveu no Twitter que vai suspender a campanha na região. As eleições nacionais estão marcadas para 25 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG